LEGO Bricktales – Análise

LEGO Bricktales é um jogo de “puzzles” focado na construção de estruturas e que se insere numa de novas experiências de videojogos LEGO. Em Bricktales vamos assistir os habitantes dos locais que visitamos e ajudar o avô do protagonista a restaurar a energia ao seu parque de diversões através de cristais de felicidade que obtemos ao longo do jogo. Bricktales é bastante linear e o enredo não deve ser levado a sério, servindo sobretudo para nos dar um motivo para participar em “puzzles” bastante interessantes baseados em construções.

LEGO Bricktales é semelhante a Builder’s Journey e tem alguns segmentos de exploração antes de nos atirar outro “puzzle” para resolver. Os espaços são todos construídos de forma belíssima com peças LEGO, o que lhes confere um toque de autenticidade necessário. Durante a construção temos liberdade criativa completa para abordar a solução de um “puzzle”, tendo a nossa imaginação como único limite. LEGO Bricktales coloca-nos o problema à frente e todas as peças ao nosso dispor e o jogo pede-nos que façamos uma estrutura possível de se utilizar. É aqui que entra o nosso assistente robô, que simula a travessia e verifica se a estrutura construída se aguenta. Podemos revisitar qualquer construção que já tenhamos terminado, e com isso fazê-la melhor ou de forma completamente diferente.

O maior contratempo de LEGO Bricktales é a implementação dos controlos. Colocar peças num espaço tridimensional não é muito intuitivo e facilmente se torna frustrante quando tentamos colocar uma peça a uma determinada altura para ligar a uma peça já colocada. De resto, a interface é bastante simplista e desinspirada comparada aos ambientes do jogo e quase parece saída de um jogo diferente, enquanto os diálogos são demasiado numerosos para explicar conceitos simples e acabam por ter uma quantidade excessiva, mesmo tendo em conta que o público-alvo é jovem.

CONCLUSÃO

CONCLUSÃO
7 10 0 1
LEGO Bricktales é um jogo relaxante que pode ser perfeitamente desfrutado com os mais novos como passatempo. Os "puzzles" por vezes saem do ritmo da exploração e quando são apresentados sequencialmente o jogo corre o risco de se tornar um pouco entediante, mas quando abordados individualmente são uma experiência bastante interessante.
LEGO Bricktales é um jogo relaxante que pode ser perfeitamente desfrutado com os mais novos como passatempo. Os "puzzles" por vezes saem do ritmo da exploração e quando são apresentados sequencialmente o jogo corre o risco de se tornar um pouco entediante, mas quando abordados individualmente são uma experiência bastante interessante.
7/10
Total Score

Pontos positivos

  • Apresentação dos ambientes
  • Liberdade de soluções
  • Estética LEGO melhorada

Pontos negativos

  • Interface pouco inspirada

André Reis

O chicote que mantém a máquina a funcionar. Entusiasta pela indústria e com um gosto variado, mas com um especial amor por JRPG, nunca deixa escapar uma boa promoção e por consequência tem uma coleção maior do que alguma vez poderá ter tempo para a terminar.