Gamescom 2022 – Asterix & Obelix XXXL: The Ram From Hibernia

O duo de guerreiros gauleses continua a presente no mundo das BDs, dos filmes e dos videojogos. 63 anos volvidos desde a estreia nas artes visuais, Asterix & Obelix XXXL – The Ram From Hibernia insere-se numa direção mais recente de jogos baseados na famosíssima banda desenhada francesa e que se centra em sequências de ação – vulgo, dar uns tabefes nos romanos – e exploração. Em exibição na Gamescom de 2022 esteve uma demo jogável do jogo que vai chegar até nós pela francesa Microids.

The Ram From Hibernia é uma história original, onde o chefe de uma aldeia sitiada pelos romanos na ilha da Hibérnia – correspondente à Irlanda atual – envia a sua filha à aldeia de Astérix para lhe pedir ajuda nos seus esforços para recuperar o seu carneiro dourado, fonte da sua resistência contra o invasor. Uma premissa simples e onde cabem as missões que se esperam num jogo com Astérix e Obélix – e nesse aspeto, The Ram From Hibernia parece cumprir os seus objetivos. Estavam disponíveis dois cenários para experimentar, um deles baseado na exploração de um nível onde temos de nos deslocar até à costa, outro baseado no assalto ao campo romano entrincheirado de Aquarium, um dos campos que circundam a aldeia gaulesa.

Com uma jogabilidade simples, sobretudo na exploração, The Ram From Hibernia apresenta alguns “puzzles” muito acessíveis e vários pontos onde é necessário um pouco de destreza para ultrapassar obstáculos, nada que seja demasiado complicado para um público mais jovem – o alvo deste jogo, aliás. A sequência de invasão do campo romano sai mais favorecida – afinal, quem não associa Astérix e Obélix a cenas de pancadaria cómicas? Neste nível temos de ‘limpar’ os ecrãs de legionários romanos para podermos avançar e aqui a componente “beat’em up” sobressai bastante. Sendo um jogo cooperativo, mesmo a um jogador, os dois guerreiros andam sempre acompanhados, sendo possível alternar entre Astérix e Obélix em qualquer momento, e embora ambos sejam competentes para bater nos romanos há alguns pontos onde o tamanho pequeno de Astérix e a força bruta de Obélix desempenham um papel concreto. Destaque para os ataques especiais, semelhantes à poção mágica dos gauleses, e que podemos desencadear depois de uma série de ataques normais de sucesso, e com um objeto na mão. O ataque especial assume uma forma diferente conforme o objeto em que pegarmos, e alguns são mais poderosos e de efeito mais visível que outros.

Se o ambiente visual é relativamente simples, é de realçar que numa adaptação de uma BD seria sempre preferível assumir uma direção artística em estilo “cel shading”, enquanto é também possível encontrar alguns erros de câmara e alguns objetos que podem ficar presos sem motivo num determinado local, problema que se espera seja resolvido até à conclusão da obra. Destaque para o trabalho de vocalização e para algumas referências culturais nos diálogos, tal como acontece na banda desenhada de origem. Espera-se que a componente cooperativa e que permite até quatro jogadores seja um verdadeiro festival de socos e mocadas nos romanos – tem o potencial de ser a verdadeira estrela do jogo.

Asterix & Obelix XXXL: The Ram From Hibernia será lançado na Nintendo Switch durante o outono.

João Dias

Apreciador de jogos de outras épocas, não diz que não a uma boa obra dos nossos tempos. Diz-se que é por ele que passam os textos antes da publicação, o que significa que é uma espécie de boss final da escrita para os outros membros da equipa.