WarioWare: Get It Together! – Análise

Com quase duas décadas de vida, WarioWare é uma das séries mais bizarras e ao mesmo tempo, mais divertidas com o selo da Nintendo. Embora cada jogo seja adaptado à consola que recebe, os títulos da série WarioWare trazem um conjunto de microjogos extravagantes e invulgares que podem ser vivenciados em poucos segundos, limitados pelo tempo de um rastilho que se queima no fundo do ecrã. WarioWare: Get It Together! não é diferente e mantém a fórmula de sempre com algumas novidades adicionadas pela Intelligent Systems.

Com cerca de duzentos microjogos, um dos destaques desta entrada vai para o novíssimo modo história: num dia normal no escritório de produção de jogos Wario, a equipa é subitamente absorvida pela consola de testes. Quando se apercebem, todos os membros envolvidos na produção do jogo tinham-se tornado personagens digitais. Sim, é uma desculpa para ligar os microjogos, e também para introduzir duas dezenas de personagens, cada uma com as suas especificidades. Por exemplo, Wario flutua pelo cenário e ataca com um impulso para a frente, já Mona não consegue ficar parada a menos que lance um bumerangue. As habilidades especiais ajudam a resolver os microjogos e contribuem para conferir uma experiência mais variada ao jogo.

A essência de WarioWare mantém-se intacta nesta entrada, com natural destaque para a catadupa de microjogos mais ou menos exigentes, quase todos divertidos e viciantes. O jogo encontra-se organizado em sequências de quinze microjogos cada uma, com quatro vidas à disposição e um “boss” final. A experiência de jogabilidade é imediata, intuitiva e muito eficaz, e temos apenas alguns segundos para reagir. Estranhamente este capítulo de WaioWare não aproveita nenhuma das funcionalidades adicionais da Nintendo Switch. Podem assim esquecer qualquer tipo de controlos por movimentos.

O jogo é bastante completo em opções, havendo mais escolhas além do modo história. Um dos pontos de interesse e que prolonga o seu tempo de vida encontra-se na denominada Wario Cup, uma sequência de desafios semanais online que permite acesso a novos aspetos visuais para as personagens. Como não podia deixar de ser, Get It Together! conta ainda com componentes multijogador cooperativas e competitivas para até quatro jogadores. Desafios bem pensados para nos divertirmos com amigos.

CONCLUSÃO

CONCLUSÃO
7 10 0 1
Embora não seja uma revolução, nem seria essa a intenção, WarioWare: Get It Together! marca uma boa entrada da série na Nintendo Switch com a garantia de muita loucura e diversão. Trata-se de uma obra muito completa e e que dura bastante tempo, seja jogado a solo ou até quatro jogadores.
Embora não seja uma revolução, nem seria essa a intenção, WarioWare: Get It Together! marca uma boa entrada da série na Nintendo Switch com a garantia de muita loucura e diversão. Trata-se de uma obra muito completa e e que dura bastante tempo, seja jogado a solo ou até quatro jogadores.
7/10
Total Score

Pontos positivos

  • Modo história bem construído
  • Duas centenas de microjogos
  • Doses generosas de loucura e diversão
  • Opções para um e mais jogadores

Pontos negativos

  • Sem controlos por movimentos

Nuno Nêveda

Calorias, nutrientes e Nintendo. Três palavras que definem o maior fã de F-Zero cá do sítio. Adepto de hábitos alimentares saudáveis, quando não anda atrás de uma balança, costuma estar ocupado com as notícias mais prementes e as análises mais exigentes.