Cobra Kai: The Karate Kid Saga Continues – Análise

A série Karate Kid foi um fenómeno de popularidade nos anos 80 cujo sucesso se estendeu ao longo das décadas seguintes e abrangeu várias gerações. Cobra Kai é uma série que revive a temática, continuando a história dos filmes e recorrendo aos atores que deram vida às personagens originais, com temáticas mais contemporâneas e muito sentido de humor. Agora que a terceira temporada está a caminho, somos surpreendidos com a primeira representação da série no mundo dos videojogos.

The Karate Kid Saga Continues é um “beat’em-up” clássico onde de início vamos optar por uma fação, Cobra Kai ou Miyagi-do Dojo, e avançamos no jogo à medida que eliminamos vagas de adversários. A exploração só acaba ao terminarmos o jogo com os dois dojos, um bom contributo para a longevidade. Se o dojo Cobra Kai representa um estilo mais ofensivo com ataques especiais à base de fogo, Miyagi-do aposta mais na defesa com ênfase na vitalidade e em ataques à base de gelo. É assim simples distinguir os dois recorrendo inteiramente a elementos da série. A direção artística seria melhor com um pouco mais de “wax on, wax off“, da forma como está é pouco vistosa. Encontram-se falhas frequentes no aspeto do jogo e as animações são pouco variadas, mas nada disto se intromete de forma definitiva na experiência da jogabilidade. A fluidez e os controlos intuitivos permitem a qualquer jogador desfrutar desta obra de forma descomprometida, conheça a série ou não.

Os níveis são por vezes demasiado extensos e a dificuldade é globalmente pouco desafiante. Em alguns momentos, o jogo torna-se mais exigente mas estas são situações esporádicas. Os tempos de carregamento poderiam ser mais rápidos mas são complementados com dicas para o jogo, o que acaba por atenuar o tempo de espera. É possível desenvolver as habilidades das personagens e desbloquear elementos novos com recurso a moedas apanhadas ao longo dos níveis. Além das características únicas de cada dojo, cada personagem tem habilidades específicas para se distinguirem umas das outras.

Embora o jogo seja competente, não apresenta argumentos de destaque comparativamente aos seus pares, sendo obviamente voltado para os seguidores da série que vão aqui encontrar uma quantidade considerável de conteúdo dedicado. Desde a presença dos atores originais a dar voz às sequências das suas personagens, bónus constantes e piadas percetíveis apenas pelos conhecedores.

CONCLUSÃO

CONCLUSÃO
Cobra Kai: The Karate Kid Saga Continues é um "beat'em-up" competente que apesar de ter um aspeto visual de qualidade algo discutível e alguns percalços técnicos, apresenta uma jogabilidade interessante e muito conteúdo para os conhecedores da série. O jogo retrata o espírito da série na perfeição, com pancadaria e sentido de humor q.b. e é o complemento perfeito enquanto se aguarda a terceira temporada.
Cobra Kai: The Karate Kid Saga Continues é um "beat'em-up" competente que apesar de ter um aspeto visual de qualidade algo discutível e alguns percalços técnicos, apresenta uma jogabilidade interessante e muito conteúdo para os conhecedores da série. O jogo retrata o espírito da série na perfeição, com pancadaria e sentido de humor q.b. e é o complemento perfeito enquanto se aguarda a terceira temporada.
7/10
Pontuação Final

Pontos positivos

  • Jogabilidade afinada e muito divertida
  • Muito conteúdo da série

Pontos negativos

  • Aspeto visual datado e com algumas falhas
  • Quebras de fluidez

Sérgio Mota

Após passar grande parte da sua infância em Hyrule e no Mushroom Kingdom dedica-se agora a explorar o vasto universo digital que o rodeia. Embora seja entusiasta de novos títulos é possível encontrá-lo frequentemente a revisitar os clássicos.