Move or Die: Unleashed – Análise

Se pensarmos sobre como os jogos no início do século XXI eram simples é espantoso constatar a evolução desta arte em tão pouco tempo – hoje já se contam histórias comparáveis a uma produção cinematográfica, e a tecnologia atual permite criar experiências que podem provocar todo o tipo de emoções nos jogadores. Isto não significa que devamos pôr de lado a importância e elegância dos jogos ditos mais ‘simples’ e focados apenas em divertir o jogador, especialmente aqueles que foram feitos para juntar um grupo de amigos e passar uma tarde a competir uns com os outros. Move or Die: Unleashed encaixa justamente aí: um conceito muito simples de compreender, mesmo para quem nunca pegou num comando, e capaz de proporcionar uma sessão curta e divertida entre amigos.

Apesar de ser possível jogar a solo, Move or Die: Unleashed é um jogo que sobressai graças à sua vertente multijogador e o conceito consiste em participar numa série de minijogos – o primeiro jogador a atingir um determinado limiar de pontos é o vencedor. Move or Die: Unleashed é um jogo para até quatro jogadores e também permite criar equipas usando uma seleção de cores. A ideia principal e que o distingue dos seus pares está no título: cada jogador tem de estar sempre em movimento. Quando se está parado durante demasiado tempo morre-se imediatamente. É uma ideia interessante que resulta surpreendentemente bem e torna muitos dos minijogos muito entusiasmantes. Também existe um incentivo sob a forma de um sistema de experiência que desbloqueia cosméticos para personalizar a personagem com cada nível ganho.

Move or Die: Unleashed tem tudo para ser um jogo com presença, o mais importante é a qualidade dos minijogos e felizmente encontra-se aqui um bom número. Quase todos são simples de perceber, com uma curta explicação antes de cada um, e todos são bastante breves permitindo uma experiência dinâmica e variada ao saltar de um minijogo para outro a um bom ritmo. Cada jogador pode escolher os seus minijogos favoritos, o que é uma boa maneira de evitar um ou outro menos divertidos. Há um pouco de tudo para todos os gostos, desde os que enfatizam o contacto direto com os outros jogadores aos que exigem reações imediatas. Há também minijogos que precisam ser desbloqueados usando a moeda do jogo (chamada “não-moeda”). Existe ainda um modo de jogo que permite a um jogador (escolhido aleatoriamente) fazer uma pequena modificação à jogabilidade, como por exemplo poder realizar saltos duplos.

Quanto à apresentação, trata-se de um jogo com imenso sentido de humor, cheio de piadas relevantes para um público mais jovem bastante online, e um narrador que está sempre a dizer coisas engraçadas num tom de voz bastante sério, o que só reforça o efeito cómico. Isto é muito importante para definir Move or Die: Unleashed como uma experiência divertida. Embora o aspeto visual seja simples e pouco criativo, representa bem a natureza caótica e cómica do jogo e acaba por ser bastante apelativo. Já a banda sonora passa completamente despercebida mas esta dimensão não prejudica o jogo face aos seus pares.

CONCLUSÃO

CONCLUSÃO
8 10 0 1
Se tudo o que procuram é um jogo simples, divertido, com sentido de humor contagiante e capaz de proporcionar uma bela tarde de diversão com amigos, seja a nível local ou online, Move or Die: Unleashed é uma excelente opção. Embora nem todos os minijogos estejam ao mesmo nível, a variedade e o ritmo do jogo mantém a experiência consistente.
Se tudo o que procuram é um jogo simples, divertido, com sentido de humor contagiante e capaz de proporcionar uma bela tarde de diversão com amigos, seja a nível local ou online, Move or Die: Unleashed é uma excelente opção. Embora nem todos os minijogos estejam ao mesmo nível, a variedade e o ritmo do jogo mantém a experiência consistente.
8/10
Total Score

Pontos positivos

  • Apresentação cheia de personalidade
  • Conceito de movimento constante é interessante
  • Variedade de minijogos divertidos e intuitivos…

Pontos negativos

  • …mesmo que nem todos estejam ao mesmo nível
  • Música banal

João Duarte

Eu sou um amante de videojogos, que adora falar sobre o que faz um videojogo bom ou mau. Mas acima de tudo adoro entreter pessoas e fazê-las rir, por isso decidi dedicar-me a criar um canal onde posso por em prática duas das coisas que mais amo fazer.