Tinker Racers – Análise

Tinker Racers tem um aspeto reminiscente da série Micro Machines, e o que aqui está não se afasta muito daquela fórmula: um jogo de corridas com uma perspetiva de cima para baixo, cujas pistas se encontram em espaços do dia-a-dia. Esta produção da Rumbora Party Games chega até nós pela mão da QUbyte Interactive e exibe a sua inspiração assim que pegamos nele – qualquer pessoa que tenha jogado a série Micro Machines vai reconhecer a sua influência imediatamente, o que contribui para uma experiência com uma componente nostálgica.

Acessível e com uma jogabilidade bem implementada, é fácil começar a entrar na experiência sem grandes obstáculos e avançar até se atingir um nível de mestria superior sobre as corridas. O mundo visual é simples, longe de ser um prodígio, mas encaixa bem num jogo que não é pretensioso ou ostentatório.

As pistas, dezoito no total, encontram-se em espaços do quotidiano, como uma cozinha, um quarto de crianças e um escritório, e em algumas delas a corrida decorre durante a noite (pormenor bastante interessante). Além do modo de campanha, onde não só temos de vencer a corrida como ainda temos de deixar os adversários fora do ecrã, existe ainda uma modalidade de contra-relógio, outra para realizar uma corrida simples numa única pista, e outra não-competitiva que nos permite conhecer melhor as pistas. Nas corridas do modo carreira, por cada vez que o jogador ficar para trás no ecrã perde 1 ponto e vice-versa quando isto acontece com o adversário. O primeiro a chegar aos 5 pontos vence a corrida. Por outro lado, a variedade de veículos poderia ser melhor.

A componente multijogador é a dimensão mais divertida de Tinker Racers. Uma vez que o jogo não dispõe de funcionalidades online, o multijogador funciona a nível local e com o ecrã dividido. Apesar de funcionar globalmente bem, encontram-se algumas perdas de fluidez quando se compete a quatro jogadores e encontram-se todos no mesmo ecrã.

CONCLUSÃO

CONCLUSÃO
8 10 0 1
Tinker Racers é uma produção de baixo orçamento e com um preço bastante acessível, é sem dúvida um jogo que vale a pena. Muito divertido e viciante, com o bónus adicional de ser muito apelativo a quem conhece os clássicos de 8 e 16-bit em que se inspira.
Tinker Racers é uma produção de baixo orçamento e com um preço bastante acessível, é sem dúvida um jogo que vale a pena. Muito divertido e viciante, com o bónus adicional de ser muito apelativo a quem conhece os clássicos de 8 e 16-bit em que se inspira.
8/10
Total Score

Pontos positivos

  • Jogabilidade muito divertida
  • Acessível e fácil de começar
  • Multijogador local  

Pontos negativos

  • Falta de variedade de veículos
  • Perdas de fluidez em momentos concorridos